Tuesday, April 14, 2009

Eu gostei tambéin ;)

por Marcelo Barbão pra Literatura e Arte


Existem algumas coisas que não gosto em um livro: 1) a “moda” das novelas fragmentárias, criadas a partir de recortes desconexos; 2) novelas de corte pop, cheio de referências gratuitas a ícones da geração internet; 3) novelas que beiram o ensaio ou vice-versa, seja científico, sociológico ou filosófico; 4) novelas sarcásticas.

Vou parar por aqui, ou serei considerado o pior leitor da modernidade. Sim, porque essa minha pequena lista acima já elimina uns 90% da produção atual no mundo.

A questão mais espantosa, para mim, é que Las Teorías Salvajes, novela de estreia da portenha Pola Oloixarac possui TODOS os elementos acima e, mesmo assim, eu gostei. Ia identificando coisas que em geral me fazem parar de ler um livro, mas continuava.

Como primeiro livro, Pola Oloixarac jogou sobre nossas costas um texto cheio de significados, construções e discussões raras e interessantes, além de uma história – cheia de humor e sarcasmo – com referências na cultura pop e numa sexualidade e maldade explícitas.

Tudo
e mais: Gal. Beijao!

2 comments:

barbao said...

Hola, Pola. Qué bueno que viste mi reseña en portugués. Soy de allá pero vivo acá, así que en algun momento nos vemos. Te saludo por tu novela.

Marcelo Barbão

srta.pola said...

Hola Marcelo! dale, me encantaría
beso
po